F.R.S

TEXTO EM INFOPEDIA

O artista plástico Filipe Moreira Rocha da Silva nasceu em Lisboa, em 1954. Frequentou a Sorbonne e a Académie de la Grande Chaumière, em Paris (1973), e licenciou-se em Pintura na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa (1980) (…). Realizou a sua primeira exposição individual em 1980, intitulada O Último Comboio para a Europa. Na sua pintura, começou por desenvolver técnicas expressionistas mas confrontando-as com outras, de modo a extrair um sentido humorístico. O aproveitamento do jogo de manchas informais em suportes e materiais pouco convencionais, como panos e linhas, caracteriza a sua arte do início dos anos 1980. A figuração surgiu-lhe, então, sintetizando de modo humorístico experiências oriundas da bad painting e da pattern painting, colorindo figurinhas elementares e repetitivas não receando o esquematismo e a deformação caricatural, situada, por vezes, conceptualmente. O plano do suporte era simultaneamente afirmado e negado, aproximado e distanciado. Esta autocontradição estrutural foi útil ao desenvolvimento da pintura de Rocha da Silva quando passou a simular narrativas e encenações com numerosas figuras minúsculas e acumuladas. Mas as pinturas do final dos anos 1980 acentuam já o primado do plano do suporte, abdicando de qualquer posição naturalística da tela. Padrões-figuras de dimensões minúsculas cobrem áreas planas, como insetos ou flores em distante observação. O humor não se situa apenas nas figuras mas no próprio processo de registo. A proliferação de figuras análogas ajuda a considerar cada uma delas em progressiva insignificância; mas a sua elementaridade recusa qualquer progressão, positiva ou negativa, parecendo "vibrar" como signo e não signo, sem meio-termo. E é isso mesmo que leva a considerar o seu trabalho plástico, de alguma forma, contraditório, já que por um lado o artista surge com a criação de um estilo individualizado e inconfundível, original, afirmativo da subjetividade, e por outro lado surge a prática de inúmeras citações históricas e artísticas; por um lado a liberdade, cromática e plástica em geral, e por outro a referência a conteúdos sociais, ligados à sociedade mediática e massificada.

 

Refêrencia:

Rocha da Silva. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2014.[Consult. 2014-05-29].

 

Link:

www.infopedia.pt/$rocha-da-silva

Photograhs by:
Cintra&Castro Caldas, Abílio Leitão, Megaestúdio, Bill Orcut, Valter Vinagre, Francisco Vidinha, Rui Salta, Jorge Coelho and others.

For all contents: © Rocha da Silva